1) Porque Coaching?
Investir em coaching é caminhar de forma rápida e eficiente rumo à realização e ao sucesso. Pensamentos limitantes, baixa autoestima e medo são alguns dos obstáculos que nós mesmos colocamos quando nos vemos diante de desafios. O coach atuará ao seu lado, mostrando ferramentas e dando orientações para que você seja capaz de enfrentar e superar todos eles. O processo de coaching cria um poderosíssimo ajuste de habilidades que nos permite entrar em ação para realizar nossos sonhos. Não é segredo que atletas profissionais, atores de cinema, gerentes de negócios, CEOs e líderes políticos mundiais usam coaches pessoais para providenciar apoio, superar limitações e assistir a sua eliminação. Um dos exemplos mais famosos é do jogador de tênis Andre Agassi que teve um famoso coach, Anthony Robbins. O processo de coaching deixa o passado para trás, focando apenas no futuro, nas metas almejadas pelos clientes. Dessa maneira, o coach o orientará para que descubra e desenvolva as habilidades interiores necessárias para o alcance de seus objetivos. Conheça outras singularidades do coaching: • Enfoca na conquista de resultados; • Sua visão está sempre direcionada ao futuro, àquilo que você quer para a sua vida; • Não se atem às causas dos problemas, mas em como superá-los; • Mede os resultados atingidos de forma concreta e tangível; • Propõe uma jornada de aprendizagem e autoconhecimento para atingir seus objetivos
2) O que é um Coach?
Coach é um profissional com base teórica sólida sobre comportamento humano e treinado para atuar na obtenção de resultados. Poderíamos dizer que faz exatamente o que um treinador esportivo faz: planeja o futuro, oferece recursos, tira limitações e, principalmente, encoraja e desafia a pessoa para obter mais dela mesma e conquistar excelentes realizações. Um técnico não faz a jornada pelo atleta, mas está presente em todos os estágios, encorajando-o, motivando-o, corrigindo seus erros e, sobretudo, oferecendo todo seu conhecimento para que o atleta possa romper seu próprio limite e conquistar o que foi planejado. Esse é o papel do coach. É importante compreender que um coach contribui para que seu cliente assuma responsabilidade pelos resultados, foca no desenvolvimento dos estados emocionais, desenvolve a autoconfiança, desperta o poder interior, amplia as opções de decisão, elimina bloqueios e proporciona autoreabilitação e felicidade.
3) Coaching é como terapia?
Não. Há comumente uma confusão com ambos, pois o coaching utiliza-se entre suas técnicas e ferramentas alguns conceitos da Psicologia Positiva e Cognitiva. A diferença reside nos seguintes fatos: a terapia ou psicoterapia trabalha com pessoas que apresentam disfunções e/ou diagnóstico de problemas, normalmente foca-se no passado do indivíduo, querendo responder à pergunta: por quê? Seus resultados nem sempre são mensuráveis e/ou específicos. A relação existente é divisionada: existe o terapeuta ou psicólogo e existe o paciente. O processo da psicoterapia se baseia em um diagnóstico do profissional que estabelece as intervenções que ele considera adequadas ao processo. Ao contrário, o processo de coaching não trabalha com pessoas disfuncionais e/ou com distúrbios mentais. Seu foco são as ações no presente para uma construção de um futuro desejado. A pergunta central é o “Como?”, pois isso gera foco. O “Por quê?” também é utilizado, mas é para gerar mais compreensão de “como” chegar lá. Os resultados do coaching SEMPRE são específicos e mensuráveis. Existe uma parceria entre o coach e o coachee. O cliente é o especialista no problema e o coach é o profissional que facilita o processo, onde o coachee identifica seus desafios e objetivos, seus pontos fortes e o que ele precisa para estimular a ação.
4) Coaching é consultoria?
Não, tampouco é aconselhamento, autoajuda ou mentoring. Embora possa ser comparado a esses, também há diferenças: o consultor é contratado para dar recomendações e apontar soluções. O mentor é uma pessoa mais velha e/ou experiente que acompanha e treina uma pessoa mais jovem. O coach não decide nada, não ensina nada, ajuda ao coachee a aprender e a tomar suas próprias decisões. O aconselhamento, como seu próprio nome diz, é um conjunto de práticas de aconselhamento, orientação, informação etc. O coach não dá conselhos, ele não fornece suas próprias soluções para o coachee. O coachee vai descobri-las ao longo do processo. Conceitos comuns são compartilhados entre o coaching e a autoajuda, tais como: satisfação, felicidade, realização, qualidade de vida, sucesso, etc. As diferenças entre um e outro se apresentam na prática: a prática da autoajuda não faz parte de um processo consolidado e cientificamente validado de conhecimento e pratica, como o coaching. O coaching não utiliza fórmulas pessoais para atendimento, utiliza-se de metodologias, técnicas e conceitos testados e aprovados. O coaching não promete resultados milagrosos – nem resultados iguais para todas as pessoas. O coach desafia o coachee a buscar seu potencial e utilizá-lo.
5) O coaching demora muito?
Também não. O processo de coaching de vida é formatado para durar de 10 a 15 sessões no máximo, com duração máxima de 60 minutos. Normalmente as sessões são feitas uma vez por semana, para dar tempo ao coachee absorver o aprendizado da utima sessão e realizar as tarefas que lhe são dadas pelo coach.
6) O coaching é muito caro?
Devemos tomar muito cuidado ao rotular algo de “caro” ou “barato”. Prefiro dizer que a relação custo x benefício de um processo de coaching vale a pena. Pode ser considerado como um investimento, pois permite que o coachee, depois de terminadas as sessões, desenvolva-se muito mais nas mais variadas áreas de sua vida.
7) Como se faz coaching?
Do que você precisa? É só marcar a primeira sessão que iremos conversar, e escutarei suas necessidades e traçarei um programa sob medida para atendê-lo de forma eficaz. Todo o processo de coaching é desenvolvido em sessões individuais e o programa segue uma metodologia testada e aprovada. Duas informações são importantes: 1) IDENTIFICAR O QUE VOCÊ REALMENTE QUER - Para saber isso, serão aplicados alguns testes de perfil comportamental que mostrará os valores da pessoa e algumas peculiaridades de seu perfil. Iremos encontrar sua real necessidade. 2) QUAIS OS IMPEDIMENTOS QUE VOCÊ ENFRENTA PARA ALCANÇAR SEUS OBJETIVOS? - Depois de identificar sua real necessidade, será montado um planejamento para que as metas sejam atingidas. Vários aspectos serão abordados, como que passos devem ser tomados para chegar ao objetivo final e quanto tempo demorará. Também serão levantados os pensamentos. A partir daí, começam as sessões semanais. Usarei técnicas para te apoiar, orientar e incentivar, num processo que fará com que suas percepções aumentem, tornando as metas reais e possíveis. A autoconfiança também dará um salto, já que ao longo das sessões irei propor uma série de pequenos desafios, que lhe mostrará o quanto você é capaz de realizar coisas que não imaginava. MANEIRAS DE SE FAZER O COACHING - Há várias maneiras de se fazer o coaching: individual ou em grupo, presencial ou virtual. Para o coaching pessoal ou coaching de vida, as sessões são individuais. O uso da tecnologia ajuda em muito o bom andamento das sessões, que podem, em casos combinados, ter gravações de sessões, podem ser via Skype e também podem acrescentar vídeos e podcasts. No final você já terá descoberto o quanto o coaching mudou sua vida. Mesmo assim, receberá um relatório de evolução, para que veja de maneira palpável seu progresso.